domingo, 27 de janeiro de 2013

Chegada de portugueses à Turquia em 2012 regride para o nível de 2009

A Turquia recebeu 46.606 visitantes portugueses no ano passado, menos 10,9% ou menos 5.713 que em 2011, ano em que já tinha baixado 2%, o que levou a que o total de 2012 ficasse de novo nos níveis verificados em 2009, de acordo com as estatísticas oficiais do Ministério turco da Cultura e do Turismo.
Os dados mostram que desde 2008 que as chegadas de portugueses à Turquia estavam a aumentar, com 36.977 nesse ano, subindo 26,8% para 46.900 visitantes em 2009 e 13,8% para 53.373 visitantes em 2010.
Em 2011 verificou-se um decréscimo face ao ano anterior de 2%, para 52.319 visitantes, e em 2012 a quebra acentua-se para o número mais baixo desde 2008.
Os 46.606 portugueses que visitaram a Turquia durante os doze meses do ano passado são menos 12,7% ou menos 6.767 que em 2010, menos 0,6% ou menos 294 que em 2009 e mais 26% ou mais 9.629 que em 2008.
Relativamente ao mês de Dezembro, o número de visitantes portugueses na Turquia aumentou 7,9% ou 128 face ao mês homólogo do ano anterior, para 1.741, uma recuperação em relação à queda que se tinha verificado em 2011, que tinha sido de 6,3%, ou menos 109 que em 2010, para 1.613.
Os dados do Aeroporto de Lisboa, no entanto, indicam um crescimento mais forte do movimento de passageiros nos voos da Turkish Airlines entre Lisboa e Istambul, que em Dezembro foi de 61,9%, para 6.644 (ida e volta), que está associado ao facto da companhia turca, que tem code-share com a TAP, estar este Inverno com voo diário nessa rota, quando há um ano tinha cinco voos por semana.
Nos doze meses entre Janeiro e Dezembro, o número de passageiros da Turkish Airlines está com um aumento do número de passageiros de 33,9%, para 82.774 (ida e volta).
O tráfego gerado em Portugal para os voos da Turkish Airlines à partida de Lisboa não se destina, porém, apenas à Turquia, uma vez que a companhia também vende, com conexão em Istambul, outros destinos além Turquia, designadamente do Médio Oriente e do Extremo Oriente, os quais, aliás, são parte da programação para essas regiões de vários operadores turísticos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo do blogue